Acesso rápido

4 dicas para sua loja virtual bombar na Black Friday

por José Abuchaem Terça-feira, 24 de novembro de 2015

Como lojista você já deve conhecer, ainda que intuitivamente, algumas estratégias de negócios, quando falamos dos principais períodos de compras e ofertas, como as festividades de Natal, Dia dos Namorados, entre outros. Recentemente, os lojistas brasileiros também começaram a embarcar em uma data popular de origem americana, a Black Friday, que cresce a cada ano e, consequentemente, já desperta o interesse de muitos consumidores ávidos por preços baixos.

A Black Friday é uma data que ocorre logo após o feriado americano de Thanksgiving, que em 2015 será no dia 27 de novembro. Sabe a cena em que as pessoas começam a fazer filas e filas logo de madrugada em frente às grandes lojas? Isso acontece justamente na Black Friday. É um período que antecipa as compras de Natal.

Para se ter uma ideia, em 2014, a Black Friday movimentou R$ 590 milhões apenas no e-commerce; o número foi 48% maior do que no ano anterior e atendeu às expectativas de muitos lojistas.

Apesar da prática estar muito ligada aos grandes varejistas, os pequenos e médios também podem se aproveitar da onda de descontos. O importante é ter em conta que, ainda que a concorrência por preços mais baixos seja a principal estratégia das grandes lojas, você pode trabalhar forte no seu diferencial de atendimento personalizado e relacionamento único com o cliente.

Por isso, separei quatro dicas para que você possa aproveitar as oportunidades que essas datas de compra trazem ao aplicar uma série de estratégias. Confira:

1. Prepare-se antes
Antes de dar início às ofertas, é importante definir os produtos que devem receber os descontos. Embora seja tradicional colocar toda a loja “abaixo”, você pode dar descontos agressivos apenas em alguns itens. A ideia é sempre fazer com que o estoque rode de forma saudável.
Ainda que seja recomendado colocar os produtos menos vendidos com maiores margens de desconto, é relevante que o seu produto mais conhecido também esteja em oferta. Essa pode ser uma ótima maneira de ganhar novos clientes, que há tempos estavam interessados naquele item, mas que por algum motivo nunca compraram (sim, eles existem!).

Outro ponto importante ao se preparar diz respeito às campanhas de marketing, como anúncios via Google AdWords. Embora possa parecer cedo para colocar como anúncio “vestidos florais para o Ano-novo”, você já começa a se preparar para as vendas de final de ano e também a lembrar seus possíveis consumidores que já estamos chegando perto das compras natalinas. Assim, seus anúncios começam a entrar mais cedo no ranking de buscas do Google.

2. Implemente estratégias de marketing adequadas ao seu negócio
Se você trabalha com ferramentas de e-mail marketing, esse é um bom momento para analisar a sua lista e segmentá-la: você tem clientes fiéis ou apenas usuários que deixaram os dados para receber novidades? A ideia é pensar em uma estratégia mais individualizada para cada público consumidor.

Por exemplo: para o cliente que já comprou mais de uma vez, talvez um cupom de desconto mais agressivo ou a oportunidade de ganhar um superbrinde com a compra possa ter um efeito positivo. Para aquele que nunca comprou, um desconto no seu produto “carro-chefe” pode ser o caminho para fechar mais uma venda. Lembre-se de ser objetivo e direto em todos os e-mails que enviar.

Os clientes devem sempre ser direcionados para a sua loja online, para que possam conferir os demais descontos. E-mails simples e curtos tendem a obter melhores resultados.

3. Ofereça um superatendimento
Esse é um ponto imbatível dos pequenos lojistas: atendimento eficiente e mais afetuoso. Se a concorrência é grande, você pode “fisgar” o visitante, se oferecer um atendimento online personalizado. É importante contar com uma ferramenta que possa atender a múltiplos visitantes em dias de grande movimento. A loja Supplementare, por exemplo, oferece atendimento em todas as páginas do site e é um exemplo que você pode seguir.

A Nuvem Shop te ensina a adicionar um chat online para o seu e-commerce de uma maneira bem simples. Nem sempre é preciso que você esteja online 24 horas por dia, mas nos períodos mais movimentados (como Black Friday e Natal) pode ser interessante ampliar esse horário. Outro ponto essencial é destacar-se no pós-venda, oferecendo uma política de trocas e retornos eficiente.

4. Seja ativo nas redes sociais
Você já deve ter percebido que as pessoas adoram compartilhar boas ofertas. Como as redes sociais ganham novos ativos comunicadores a cada dia que passa, lembre-se de publicar nas páginas do seu negócio com hashtags como #BlackFridayBrasil, #BlackFriday2015, entre outras.

De acordo com especialistas consultados pelo jornal O Estado de S. Paulo, o que se fala na internet hoje em dia tem cada vez mais peso no veredicto final de uma compra. Sendo assim, o lojista pode usar esse poder das mídias digitais para gerar influência para a venda de produtos, estimular a troca de experiências e envolver os consumidores.

A dica, portanto, é aproveitar as redes sociais ao máximo.
Com todas estas dicas, espero que você consiga se preparar melhor para a Black Friday. Aplique elas ao seu negócio e compartilhe os resultados com a gente.

Boas vendas!

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

 

Deixe seu comentário

1 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Oferecimento:
Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.