Projeto mantido por:

Como Pix e outros serviços digitais ajudam na sustentabilidade?

By Célio Ikeda Wednesday, 30 de March de 2022   Read time: 7 minutes

O Pix tem impulsionado uma revolução nos meios de pagamento no Brasil. Desde sua entrada, mais de 100 milhões de brasileiros já fizeram alguma operação do tipo, segundo as estatísticas do Banco Central.

Além da praticidade, o serviço tem outra vantagem importante: por ser um pagamento digital, há uma grande economia de papel nas transações, e isso contribui para a sustentabilidade dos negócios.

Mas o Pix não está sozinho nessa tarefa. Outros serviços digitais ajudam as empresas a ser cada vez mais paperless, ou seja, a utilizar menos papel no dia a dia. Conheça abaixo algumas dessas soluções!

Sustentabilidade e economia

O próprio consumidor está mais consciente da necessidade de evitar desperdícios. Então, ele busca empresas que se alinhem com seus princípios e sejam mais responsáveis com o meio ambiente.

Um estudo da Europanel para a Unilever mostra, por exemplo, que 33% dos consumidores escolhem comprar de marcas que tenham um impacto social ou ambiental mais positivo. Além disso, no Brasil, 85% dos adultos sentem-se melhores ao comprar produtos sustentáveis.

Nesse contexto, ser uma empresa paperless (sem papel) é estar antenada com os interesses do público. Vale destacar que a produção de papel não envolve apenas árvores: cada quilo do material necessita de 540 litros de água, segundo o Instituto Akatu, além de todos os outros recursos usados para sua elaboração e transporte.

Outro bom motivo para reduzir o uso de papel é a economia que isso gera para o negócio. Menos folhas significa menos materiais de escritório, menos gastos com impressões, menos espaço de armazenamento e menos tempo procurando documentos.

Serviços digitais para um negócio sustentável

É claro, a sustentabilidade nos negócios começa com uma cultura empresarial sustentável. A organização precisa orientar seus processos para esse modelo, e as pessoas devem estar dispostas a se adaptar. Mas algumas soluções digitais podem ajudar nessa transição.

Ferramentas compartilhadas na nuvem

A simples troca de ferramentas individuais de trabalho por outras colaborativas já pode reduzir o consumo de papel na empresa. Os serviços do Google, como o Docs e o Planilhas, permitem que você edite e compartilhe documentos mais facilmente com outras pessoas, mantendo a organização dos dados sem necessidade de imprimir papéis. O mesmo pensamento pode ser estendido para ferramentas de gestão de setores inteiros, como um sistema de gerenciamento de conteúdo dentro do marketing.

Assinatura digital de contratos

A pandemia acelerou a adoção da assinatura digital dos contratos. Esse serviço permite que documentos sejam assinados por diversas partes de forma 100% online em questão de minutos, sem precisar de deslocamentos nem gastos associados aos contratos físicos, como papel e impressora. Assim, fica mais fácil o gerenciamento dos documentos, que podem ser localizados em poucos cliques.

Boleto digital

Nos meios de pagamento, o boleto digital com código de barras foi um grande avanço para a economia de papel. Agora, essa opção está disponível também no crediário: em vez de imprimir e enviar um carnê para o consumidor, o lojista pode integrar ao seu e-commerce a opção de boleto parcelado em até 24 vezes. Com isso, todo mês o cliente pode copiar o código do seu boleto digital para pagamento via internet banking.

Pix

O Pix vem ampliar a economia de papel proporcionada pelo boleto digital. Isso porque ele pode ser usado tanto nas lojas virtuais quanto nas lojas físicas.

Uma estimativa da Flux indica que o mundo produz 300 bilhões de recibos em papel por ano. O que isso significa? O consumo de 25 milhões de árvores, 18 bilhões de litros de água e 22 milhões de barris de óleo apenas para esse fim.

Mas não precisa ser assim. Uma pesquisa no Reino Unido revela que 89% dos recibos são inúteis. Além disso, a maioria desses impressos contêm substâncias tóxicas como BPA e BPS.

Aí entra o Pix, um meio de pagamento totalmente digital. De acordo com o Estudo de Pagamentos Gmattos, quase 60% das lojas virtuais já o aceitam nas transações. Inclusive, é possível parcelar compras no Pix, como acontece com os boletos. Essa é uma das maiores tendências do e-commerce moderno.

Agora, pensando na economia de papel, há bons motivos para que as lojas físicas também o aceitem.

A sustentabilidade nos negócios é uma soma de medidas e uma mudança de postura. No caso específico do desperdício de papel, a tecnologia é uma aliada das empresas responsáveis que buscam minimizar os danos ao meio ambiente e conquistar os consumidores mais conscientes.

Como vimos, existem ótimas soluções para ajudar nesse sentido. Serviços digitais que vão desde o gerenciamento de documentos, passando pela assinatura de contratos digitais, até os meios de pagamento são passos importantes para tornar-se uma empresa sustentável. Faça sua parte!

Leia também: Sustentabilidade e empatia são partes da cadeia de negócios

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Leave your comment

0 comments

Comments

Your email address will not be published.

Commenting as Anonymous

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER