Projeto mantido por:

As principais estratégias para marketplace

By Álvaro Souza Monday, 13 de June de 2022   Read time: 10 minutes

As estratégias para marketplace são fundamentais para quem trabalha com vendas online e busca por soluções para elevar o faturamento. Afinal de contas, o setor vem se consolidando no mercado e ganhando a confiança do público. A prova disso é que, em 2020, o marketplace cresceu 52% – marca superior ao crescimento total do e-commerce, que foi de 41%.

Portanto, para você entender melhor a participação dos shoppings virtuais no faturamento do e-commerce, basta olhar os números. Em 2021, o comércio eletrônico brasileiro faturou R$ 87 bilhões. Os marketplaces foram responsáveis por 84% desse montante com cifras de R$ 73,2 bilhões. Deu para perceber que oferecer seus produtos nessas plataformas é uma oportunidade para vender mais, certo?

Então, confira algumas dicas para atrair consumidores e converter vendas em marketplaces!

As estratégias para marketplace são fundamentais para quem trabalha com vendas online e busca por soluções para elevar o faturamento.

Invista em reviews e avaliações

Os reviews e as avaliações são opiniões de clientes reais sobre a qualidade do produto e dos serviços prestados pela empresa. E olha: compradores em potencial usam as informações para determinar se vale a pena comprar naquela loja, viu?

No caso do marketplace, essas avaliações são ainda mais importantes. Pense bem: como existem diversos vendedores ofertando o mesmo produto e, muitas vezes, com o mesmo preço, quem tem maior credibilidade fica em vantagem, não é mesmo?

Pois bem, de acordo com uma pesquisa feita pela Ebit/Nielsen, a avaliação do vendedor é o principal fator de decisão de compra de um produto. O critério supera até mesmo o preço do item. Olha só:

  • 40% dos consumidores consideram as avaliações dos seller atribuídas pelos consumidores como principal fator de decisão de compra do produto;
  • 39% se importam mais com preço/promoção;
  • 8% analisam o número de pedidos realizados anteriormente;
  • 7% valorizam o prazo de entrega;
  • 3% observam se o vendedor emitirá nota fiscal do produto;
  • 2% se preocupam com a política de troca e cancelamentos.

Os dados mostram o quanto é importante investir em reviews e avaliações para dar credibilidade ao e-commerce e aumentar a taxa de conversão no marketplace.

Escolha os marketplaces de forma estratégica

A pesquisa que acabamos de mencionar também traz dados sobre os critérios para a escolha do marketplace. Veja só alguns fatores interessantes:

  • 72% dos consumidores dão preferência para lojas com melhor preço;
  • 60% valorizam a confiança da marca do marketplace;
  • 32% ficam mais propensos a fazer negócios se já forem clientes da loja;
  • 27% preferem lojas que emitem nota fiscal;
  • 15% confiam mais em marketplaces que têm loja física;
  • 10% escolhem a única loja onde encontraram o produto.

Sendo assim, na hora de escolher o marketplace para anunciar seus produtos, é bom levar esses fatores em consideração. Lojas com fama de oferecer preços baixos, com maior confiança no mercado e que têm uma boa base de clientes, por exemplo, se destacam da concorrência.

Além disso, é fundamental estudar o comportamento do seu consumidor. Afinal de contas, não adianta escolher o marketplace com maior participação no mercado se o seu cliente não é adepto do canal, concorda?

Avalie o valor do frete

No marketplace, o consumidor tem facilidade para fazer comparações. Então, ele não coloca apenas o valor do produto na balança: frete e prazo de entrega também têm um grande peso na decisão de compra. A empresa que disponibilizar as melhores condições, portanto, fica em vantagem.

Assim, é fundamental investir em um bom sistema logístico e fazer parcerias com transportadoras para tornar o valor do frete acessível. Nesse contexto, é válido pesquisar os preços praticados pela concorrência para conseguir preços competitivos.

No entanto, nada de comprometer a saúde do negócio em prol de um frete grátis, combinado? O ideal é precificar frete e produtos com base na realidade da sua empresa, de modo a evitar prejuízos.

Aplique técnicas de SEO

Se o seu produto aparece entre os primeiros resultados de busca, você aumenta as chances de receber cliques, não é mesmo? É justamente para isso que serve o Search Engine Optimization (SEO) – otimização para motores de busca.

SEO é um conjunto de técnicas que visam a melhorar o posicionamento do e-commerce no Google. Nesse contexto, é importante fazer uma boa pesquisa de palavras-chave, incluí-la no título do produto, otimizar a metadescrição, incluir texto alternativo de imagem e por aí vai.

Aliás, os reviews também garantem melhores posições nos resultados de busca orgânica, viu? Então, vale a pena garantir uma boa experiência ao cliente e incentivar as avaliações para aumentar a relevância da sua loja dentro dos marketplaces.

Faça boas descrições dos produtos

Você já deve ter percebido por aí que muitos lojistas copiam e colam as descrições fornecidas pelos fabricantes, não é mesmo? No entanto, essa prática é condenada pela maioria dos marketplaces. Como os buscadores identificam o plágio, a página costuma ser penalizada e pode perder posições no ranqueamento orgânico.

Sendo assim, é fundamental investir em descrições originais. O ideal é usar a criatividade para destacar os benefícios do produto e chamar a atenção do consumidor. Vale até usar as informações postadas na seção de dúvidas e avaliações para incrementar o texto. Dessa forma, além de reduzir a demanda por atendimento, é possível aumentar as chances de conversão.

Use tecnologias de integração de dados

Imagine uma cena: o consumidor compra algo em um marketplace e, dias depois, a transação é cancelada por falta de estoque. Mesmo quando o consumidor recebe o reembolso direitinho, essa falha pode gerar insatisfação e prejudicar a reputação da marca.

O fato é que essa situação hipotética não é rara de acontecer quando o seller atua em diversos marketplaces e faz a administração de vendas de forma manual. É aí que entram os sistemas de gestão ERP para integrar dados e otimizar processos como atendimento ao cliente, organização de estoque, controle financeiro e por aí vai.

Portanto, adote tecnologias de gestão. Além de evitar vendas de produtos indisponíveis, as ferramentas reúnem dados valiosos sobre comportamento do cliente e tendências de consumo para otimizar as operações.

Não há dúvidas de que investir em vendas nos shoppings virtuais é uma oportunidade de crescimento. No entanto, para ter sucesso com a empreitada, é necessário utilizar estratégias para marketplace a fim de gerar autoridade para o lojista, atrair consumidores e vender mais. As avaliações são fundamentais nesse contexto porque dão credibilidade ao seller, garantem melhores posições nos resultados de busca orgânica e ajudam nas conversões.

Leia também: Como o marketplace te ajuda a ter uma presença phygital?

 

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Leave your comment

0 comments

Comments

Your email address will not be published.

Commenting as Anonymous

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER