Projeto mantido por:

Negócio digital demanda comunicação organizacional eficiente

By Nubia Mota Wednesday, 23 de March de 2022   Read time: 7 minutes

Colaboradores engajados, recursos tecnológicos e fluxos internos alinhados e modernos também são elementos essenciais para sustentar um negócio digital.

Pessoas, processos e, claro, tecnologia: o trio necessário para colocar em curso a transformação digital, que significa reorganizar uma empresa para que opere, de fato, em um modelo de negócio digital. Caso essa transição seja bem-sucedida, ela é capaz de proporcionar melhores experiências ao consumidor.

Esse cenário é uma eterna construção, e quem atua no e-commerce sabe como essas mudanças constantes afetam o dia a dia e a estratégia do negócio, com novidades surgindo a cada simpósio internacional. Internamente, elas permitem escalar o negócio enquanto novos fluxos de trabalho e inovações são implementados.

Tríade: talentos, processos e recursos tecnológicos viabilizam o negócio digital

Para garantir entregas de qualidade, os times precisam contar com as habilidades certas, como coletar e agir com base em dados e estarem familiarizados com os negócios digitais. Além disso, reciclar o conhecimento dos membros de sua equipe atual se mostra necessário, oferecendo oportunidades de treinamento de forma regular à medida que novos produtos e situações surgem.

Em seguida, observe a tecnologia. Antes de as iniciativas de transformação digital ganharem força, muitas empresas recorreram à compra de novas versões de tecnologia legada. Hoje, as organizações maduras estão agindo diferente. Elas selecionam um único fornecedor de plataforma digital e aplicam esses recursos tecnológicos em toda a companhia.

E soluções digitais, como as que permitem coletar dados em tempo real dos clientes, por exemplo, são uma necessidade atual para fornecer elementos essenciais da experiência do usuário, como a personalização em escala em toda a jornada do consumidor. Com todo o aparato estabelecido, olha-se mais atentamente para os processos, aproveitando os fluxos de trabalho que incentivam a automação e a digitalização.

Primeiro passo: relacionamento com o consumidor

Os líderes precisam prestar atenção em como constroem relacionamentos com os consumidores e que tipos de experiências eles desejam oferecer em cada etapa da jornada. Nesse sentido, novidades chegam a todo o momento, como a pauta do metaverso. Aliás, o tema vem sendo discutido fortemente em grandes eventos de referência, como NRF e Adobe Summit.

A tendência consiste em experiências imersivas que permitem que as pessoas interajam em mundos virtuais, e pode ser aplicada em diversas áreas, como o e-commerce. Mas antes de ingressar no que há de mais moderno, alguns aspectos básicos precisam ser considerados, e grandes empresas já se posicionam como pioneiras e lançam guias para marcas que pretendem trilhar esse novo percurso.

Rumo à transformação digital

No começo da conversa sobre a transformação digital, o objetivo era simplesmente ter um negócio online, e poucas empresas tinham uma estratégia traçada. Já na nova conjuntura, com companhias mais maduras, inteligentes e a ascensão das martechs, o que se busca é atender às estratégias comerciais de ponta a ponta, que garantam uma jornada sob medida aos consumidores e coloquem em curso um plano de marketing digital eficiente. Automação, conteúdo personalizado e fazer parte da experiência no momento certo e na hora certa viraram pilares fundamentais para se manter relevante em um meio tão competitivo.

Mais do que desenhar esses caminhos percorridos pelos consumidores, é preciso entender o que essas pessoas estão buscando e por qual motivo, transformando esses dados em insights para continuar evoluindo nesse contexto, conduzindo campanhas que reforcem a relevância das marcas, e consequentemente, gerando receitas.

O elemento mais importante de todo esse processo é, sem dúvida, uma comunicação clara que percorra toda a cadeia. Cada setor de uma empresa precisa entender o que a transformação digital significa. Cada pessoa precisa trabalhar para atingir o mesmo objetivo. Comunicação ineficiente, ou falta de adesão entre times, pode inutilizar os esforços.

Para algumas companhias, o investimento financeiro em tecnologias digitais pode ser um desafio. Felizmente, a transformação digital é uma estratégia de negócios que pode garantir um bom retorno sobre o investimento. Quando uma organização investe nela, assegura experiências de usuário muito mais relevantes e personalizadas. Os colaboradores são mais eficientes e criativos, pois a automação os alivia das atividades manuais do marketing. E quando as empresas mudam os fluxos de trabalho do papel para os arquivos digitais, tudo se torna mais sustentável e a busca por aperfeiçoamento se dá em alto nível.

Leia também: Automação digital amplia ainda mais a competitividade de PMEs 

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Leave your comment

0 comments

Comments

Your email address will not be published.

Commenting as Anonymous

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER