Projeto mantido por:

Cuidado com os bichos do Google

By Marcelo Negrini Monday, 28 de October de 2013

O Google chamou seus últimos algoritmos para SEO como Pinguim e o Panda. Eles  representam mudanças na maneira como o Google classifica suas páginas, e quase sempre são associados a quedas de muitos sites nas classificações do Google.

Essas atualizações de algoritmos são diferentes de quando um site é penalizado pela equipe humana do Google. A boa notícia em relação aos algoritmos é que basta você ajustar seu site, e os rankings no Google melhoram automaticamente, sem o “castigo” das punições manuais.

O Pinguim e o Panda são algoritmos especiais, que rodam fora do índice principal do Google. Quando eles são atualizados, atingem visivelmente grandes sites, que se especializaram em utilizar “buracos” nos algoritmos a seu favor.

Pinguim: Excesso de Otimizações – Esse algoritmo, de 2012, atinge sites que foram tão otimizados que ferem as recomendações do Google. Exemplos incluem sites com links de má qualidade, conteúdos duplicados ou excesso de palavras-chave nos textos. Nesses casos, o Pinguim anula os sinais positivos que viriam dessas práticas, piorando muito os resultados orgânicos.

Por exemplo, um site pode usar métodos pouco louváveis para aumentar seus links de entrada, como diretórios de SEO, links recíprocos, comentários com links em blogs e outros. E como o uso de palavras-chave nesses “geradores de links” pode aumentar o peso desses sinais, é sempre abusado. Mas o Pinguim do Google vai estar lá, para acabar com sua alegria.

Panda: Conteúdo Ruim – Antes do Pinguim, em 2011, o Google já havia criado o Panda, para atacar sites com conteúdo de má qualidade, como os inúmeros sites de dicas e “como fazer”. Essse algoritmo é atualizado constantemente e virou o inferno tanto dos “blogs de marca” quanto de grandes empresas de conteúdo raso, as chamadas content farms.

Textos “bobinhos” e, principalmente, os textos copiados e colados de outros lugares, especialidade dos blogs de empresas brasileiras, são os mais atingidos. De novo, os valores desses sinais são zerados, e o conteúdo ruim passa a prestar para nada.

Esses bichos do Google têm o objetivo de recompensar os sites que realmente criam bons conteúdos e, portanto, recebem links de qualidade. O objetivo original do Google, que é constantemente distorcido por “especialistas” em SEO.

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Leave your comment

0 comments

Comments

Your email address will not be published.

Commenting as Anonymous

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER