Ir para conteúdo

Discussões


Foto

A importância do social commerce em 2012


  • Por favor, faça o login para responder
2 respostas neste tópico

#1 paypal

paypal

    Newbie

  • Membros
  • 8 posts

Postado 16 janeiro 2012 - 03:06


2012 deve ser mais um ano de expansão para as mídias sociais. Acontecimentos como a olimpíada de Londres e as eleições norte-americanas são exemplos que devem contribuir para a ebulição das plataformas de comunicação que mais evoluem na atualidade. Nesse cenário, outro gigante promete se levantar e mostrar sua relevância: o Social Commerce.

Cada vez mais o consumidor busca nas redes indicações, referências e preferências de seus amigos para fazer suas escolhas. Estar presente nestes momentos, ofertar seus produtos, ser bem visto e reconhecido é muito importante. Mais do que nunca, será importante gerar e manter audiência engajada. Hoje, o que se vê são ações que atraem o cliente sem um pensamento digital sinérgico.

O mobile anda de mãos dadas com as mídias sociais rumo à expansão. Ferramentas que ajudam empresas na conexão com públicos locais (local audiences) vão assumir um papel importante no marketing de mídia social em 2012, gerando evolução cooperada. O envolvimento do cliente e as compras devem acontecer com mais frequência por meio de dispositivos móveis (smartphones ou tablets).

Discussões sobre estratégias, métricas, sistemas e ferramentas devem incentivar interações maiores entre profissionais de áreas como trade, BI, atendimento, marketing e vendas. Estamos na fase de amadurecimento das redes, das pessoas e do mercado e aos poucos a qualidade deve superar a quantidade.

O Social Commerce vai além da emissão de uma mensagem por um meio a fim de gerar vendas. Com a evolução das mídias sociais como forma de relacionamento entre pessoas e marcas, a tendência é que seja cada vez mais importante instigar o receptor a atingir outros receptores de forma natural, moldando a publicidade como algo que transite livremente entre os usuários construindo relações interpessoais.

Você acredita que redes como Facebook, YouTube, Twitter, Flickr, Foursquare e Instagram podem incrementar suas venda?


#2 Vivianne Vilela

Vivianne Vilela

    Member

  • Convidados Especiais
  • 26 posts

Postado 16 fevereiro 2012 - 11:53

Receio de fraude inibe avanço do Social Commerce



De acordo com uma estimativa da Booz & Co, o social commerce deve movimentar 30 bilhões de dólares no mundo nos próximos cinco anos. No entanto, a maioria dos consumidores está convencida de que a segurança precisa melhorar em sites como o Facebook, com 55% afirmando não se sentir à vontade em disponibilizar dados de seu cartão de crédito nestes ambientes colaborativos, segundo um estudo apresentado em fevereiro de 2012 pela Harris Interactive.


O estudo também descobriu que consumidores quando acessam sites de redes sociais através de dispositivos portáteis, como smartphones e tablets, gastam em média quase uma hora por dia (50,7 minutos) navegando. O resultado é um pouco inferior ao de usuários que se conectam a sites do gênero através de computadores (56,3 minutos).


Dois em cada cinco (38%) usuários que acessam sites de redes sociais através de aparelhos móveis afirmam que suas principais atividades são utilizar o recurso “Like”, acompanhar notícias e visitar páginas de empresas.


20% dos usuários afirmam que comprariam (sempre que possível) produtos e serviços de suas marcas favoritas em redes sociais. No entanto, moedas virtuais como Bitcoin ou Facebook Credits são irrelevantes para a maioria dos compradores, com 74% indicando que nunca optaria por comprar suas mercadorias usando este método.



#3 Diego Jušinskas

Diego Jušinskas

    Newbie

  • Membros
  • 9 posts

Postado 05 maro 2012 - 01:43

No último E-merging Markets este tema foi bastante abordado por diversos convidados e palestrantes. Na ocasião, após analisar o que estava sendo feito, fiquei um pouco cético principalmente sobre a proposta de montar de uma loja virtual dentro do facebook.
Na época, este tipo de social-commerce estava sendo a grande promessa que despontaria em 2012.
No último mês, li dois artigos em blogs diferentes que diziam que as lojas dentro do facebook estão sendo consideradas um tiro no pé por algumas empresas, pois as vendas não atingiram as expectativas e muitas lojas já estariam encerrando suas atividades no facebook.
Eu acredito muito no poder das mídias sociais. Acho que as lojas podem usar as mídias sociais para gerar o engajamento dos usuários para a divulgação da qualidade do serviço, com ações de marketing que ofereça uma bonificação para clientes que compartilharem suas experiências na loja nas mídias sociais, etc.

Acredito que o Social Commerce deve ser feito de maneira sutil e não invasiva, pois quem está nas redes sociais quer estar em contato com os amigos e com o que acontece no mundo. Se as lojas começarem a usar esses canais para autopromoção, os usuários começarão a ver isso como uma nova forma de spam.
Diego Jušinskas
Profissional de design e usabilidade com 10 anos de experiência sendo 6 focado em e-commerce.




0 usuário(s) está(ão) lendo esta discussão

0 membros, 0 visitantes, 0 membros anônimos

Últimas no E-Commerce Brasil

Aguarde...

Carregando...

Ver mais
Este projeto é mantido e patrocinado pelas empresas: